Sony vende sede nos EUA por US$1,1 bilhão

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013 10:00 BRST
 

NOVA YORK/TÓQUIO, 18 Jan (Reuters) - A Sony anunciou nesta sexta-feira a venda de seu edifício-sede nos Estados Unidos, em Nova York, por 1,1 bilhão de dólares, o maior valor pago por um único prédio comercial nos EUA em dois anos, para um consórcio liderado pela incorporadora The Chetrit Group.

A venda da sede norte-americana da Sony atraiu mais de 20 ofertas, incluindo Vornado Realty Trust, Boston Properties e Mitsui Fudosan, da Mitsubishi.

A rodada final reduziu o número de propostas para oito, segundo uma fonte próxima ao assunto, acrescentando que a forma de pagamento ainda não foi definida.

O valor é o mais alto pago por um único edifício comercial nos EUA desde que o Google comprou o 111 Eighth Ave, em Chelsea, por 1,8 bilhão de dólares, no final de 2010.

Após quitar dívidas relacionadas ao prédio e outros custos operacionais, a Sony afirmou que espera receber recursos líquidos de cerca de 770 milhões de dólares. O ganho com a venda de perto de 685 milhões de dólares seria registrado como lucro operacional, acrescentou a empresa.

Sob comando do novo presidente-executivo, Kazuo Hirai, a Sony está focando em bens eletrônicos de consumo --principalmente celulares, tablets e video games-- e eliminando ativos não essenciais, diante da tentativa de recuperar terreno perdido para rivais como a Samsung Electronics e reverter quatro anos consecutivos de prejuízos.

A companhia também colocou um de seus principais prédios em Tóquio à venda, podendo levantar cerca de 1,14 bilhão de dólares, segundo fontes.

(Por Ilaina Jonas, Tim Kelly e Sakthi Prasad)

 
Sony anunciou a venda de sua sede nos Estados Unidos por 1,1 bilhão de dólares para consórcio liderado pela The Chetrit Group. 12/04/2012 REUTERS/Yuriko Nakao