Ação da Netflix dispara após balanço melhor do que o esperado

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013 15:26 BRST
 

24 Jan (Reuters) - A ação da Netflix disparava quase 40 por cento nesta quinta-feira, um dia após a companhia norte-americana de transmissão de vídeo surpreender investidores ao registrar lucro trimestral e desencadear uma série de aumentos de recomendações em Wall Street.

O papel tinha alta de 37 por cento, para 142 dólares às 15h23, no horário de Brasília.

A Netflix alertou investidores três meses atrás que poderia ver um prejuízo no período entre outubro e dezembro. Mas na quarta-feira, a companhia disse ter subestimado o impacto de uma temporada de fim de ano positiva, e acabou registrando lucro líquido de 8 milhões de dólares, ou 0,13 dólar por ação, no quarto trimestre. A receita avançou 8 por cento para 945 milhões de dólares frente ao mesmo período no ano anterior.

A corretora Macquarie elevou sua recomendação para a ação da Netflix e aumentou seu preço-alvo de 50 dólares para 120 dólares. Outras instituições que melhoraram seu preço-alvo ou sua recomendação para o papel incluem Wedbush Securities, lazard Capital, Bank of Montreal, Janney Capital, Raymond James e Barclays.

"O vento está claramente a favor da Netflix e a ação continua a aproveitar o ânimo em torno do crescimento da base de assinantes e acordos de conteúdo", disse o analista Tim Nollen, do Macquarie.

A Netflix também estimou que vai conquistar mais 1,7 milhão de membros no primeiro trimestre.

O investidor Carl Icahn, que detém uma fatia de quase 10 por cento na Netflix e que disse que acredita que a companhia é um alvo atraente de aquisição , viu o valor de suas ações aumentar em 445,3 milhões de dólares para 768,9 milhões de dólares desde que começou a comprá-las em setembro.

"Não temos mais notícias sobre suas intenções, mas tivemos conversas construtivas com ele sobre como construir uma companhia mais valiosa", disseram o presidente-executivo, Reed Hastings, e o vice-presidente de Finanças, David Wells, em uma carta trimestral a investidores na quarta-feira.

(Reportagem de Liana B. Baker)