Microsoft lança novo Office com foco em geração móvel

terça-feira, 29 de janeiro de 2013 13:27 BRST
 

SEATTLE, Estados Unidos (Reuters) - A Microsoft lançou nova versão do Office nesta terça-feira, oferecendo acesso online constantemente atualizado a documentos por meio de múltiplos aparelhos, como parte da tentativa da maior produtora mundial de software de adaptar seu produto mais lucrativo à geração móvel.

O novo pacote Office de aplicativos é a primeira reformulação do produto desde 2010 e o objetivo é superar a concorrência dos aplicativos online gratuitos do Google.

"A ideia de uma versão sempre atualizada do Office veio diretamente das pessoas que usam aparelhos móveis hoje", disse Kurt DelBene, diretor da divisão Microsoft Office, em entrevista por telefone. "O usuário quer que o conteúdo o acompanhe aonde vá. Para nós, é uma oportunidade de dar aos clientes o que eles querem."

A versão do software voltada a consumidores, o Office 365 Home Premium, chegou ao mercado nesta terça-feira. Depois de baixar os programas básicos online, o usuário terá acesso a versões atualizadas de todos os aplicativos Office em até cinco aparelhos, pagando uma assinatura anual de 100 dólares.

O software será atualizado online, o que representa uma mudança da política anterior, em que os usuários esperavam anos para ter atualizações dos softwares instalados. O novo Office adota o estilo do Windows 8, lançado no ano passado, com design mais moderno e suporte a telas sensíveis a toques.

As "fitas" que mostram os comandos do Word e Excel não mudaram muito. Pela primeira vez, o pacote inclui o serviço online de telefonia e vídeo Skype, adquirido pela Microsoft em 2011.

O trabalho dos usuários pode ser armazenado em centrais remotas de processamento - "na nuvem" - e a mais recente versão do documento será acessada por meio de qualquer aparelho licenciado e dotado de navegador com o qual o usuário deseje trabalhar.

DE OLHO NO GOOGLE

O novo Office foi desenvolvido durante dois anos e meio e tem por objetivo combater a crescente popularidade do Google Apps, uma coleção de aplicativos disponíveis apenas online e semelhantes ao Office que o Google oferece gratuitamente a usuários domésticos e vende a empresas por 50 dólares por usuário por ano.   Continuação...