Nintendo deve ter prejuízo inesperado por problemas de sucessor do Wii

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013 10:02 BRST
 

TÓQUIO, 30 Jan (Reuters) - A fabricante japonesa de videogames Nintendo reduziu sua projeção de receita e previu um segundo ano consecutivo de prejuízo anual, em meio à perda de ímpeto nas vendas de seu novo console Wii U.

A companhia previu prejuízo líquido de 20 bilhões de ienes (220 milhões de dólares) no ano fiscal que se encerra em março, revertendo sua projeção anterior de lucro no mesmo valor e ficando abaixo da estimativa de lucro de 12,1 bilhões de ienes segundo consenso de 19 analistas.

"Foi uma surpresa um tanto negativa", disse Yasuo Sakuma, diretor de carteira da Bayview Asset Management.

A Nintendo, que nasceu fabricando baralhos no final do século 19, vinha contando com o Wii U, sucessor do Wii lançado seis anos atrás, para reanimar seu desempenho, diante da concorrência intensificada por parte da Apple e outras fabricantes de tablets.

A projeção de vendas do Wii U no ano até 31 de março foi reduzida a 4 milhões de consoles, ante estimativa prévia de 5,5 milhões de unidades, sendo que a empresa também reduziu as projeções de venda para os portáteis 3DS e o Wii original.

A Nintendo reduziu sua projeção de vendas do 3DS a 15 milhões de unidades, contra 17,5 milhões anteriormente, enquanto para o DS reduziu as 2,5 milhões de unidades previstas em outubro a 2,3 milhões.

A projeção rebaixada da Nintendo surge em um momento de queda acentuada do iene ante outras moedas nos dois últimos meses, o que representa vantagem para uma companhia que vende 70 por cento de seus produtos no exterior.

O presidente da Nintendo, Satoru Iwata, afirmou que o desenvolvimento de software para o Wi U não tinha avançado de acordo com os planos, mas acrescentou que a companhia espera sair do vermelho no próximo ano fiscal, que começa em 1o de abril, com lucro operacional de mais de 100 bilhões de ienes.

Analistas dizem que a mudança nos hábitos de uso de videogames pode forçar a empresa a buscar lucros com suas séries de jogos como Super Mario em aparelhos produzidos por outras companhias.   Continuação...