1 de Fevereiro de 2013 / às 22:03 / em 5 anos

TIM investirá R$700 mi em rede de fibra ótica em 2013

Por Sérgio Spagnuolo

RIO DE JANEIRO, 1 Fev (Reuters) - A operadora de telefonia TIM investirá cerca de 700 milhões de reais em infraestrutura de fibra ótica neste ano, para aumentar a capacidade de sua rede e conectá-la a antenas móveis no eixo Rio-São Paulo , disse um executivo da companhia nesta sexta-feira.

O investimento em fibra faz parte do plano da empresa de investir 3 bilhões de reais por ano no triênio 2012-2014.

"Dentro da área de backbone ótico, IP, etc. estamos investindo algo em torno de 700 milhões de reais neste ano", afirmou à Reuters o diretor de rede de transporte fixo móvel da operadora, Cícero Olivieri.

"Esses 700 milhões visam reforçar e expandir a infraestrutura de transporte (de capacidade) da TIM", acrescentou.

A empresa tem como um de seus principais projetos conectar 90 por cento das antenas de transmissão de dados móveis no Rio de Janeiro e São Paulo à rede de fibra ótica --frente aos atuais 50 por cento --, de acordo com o executivo.

Isso será um "diferencial" para a TIM sobre a concorrência na região, disse Olivieri.

As operadoras móveis brasileiras sofreram forte pressão do governo para melhorar a qualidade dos serviços em meados do ano passado, quando a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) suspendeu por 11 dias a venda de linhas pela TIM, Claro e Oi em diversos Estados.

A partir disso, as empresas se comprometeram a melhorar as redes e aumentar a qualidade dos serviços, apesar de manterem o volume de investimentos previstos para este ano.

A TIM, inclusive, lançou um portal para situar usuários sobre a evolução da sua rede, em conformidade com o plano de ação apresentado à Anatel.

Além do eixo Rio-São Paulo, a TIM também se concentrará na expansão da rede de fibra no Norte e no Nordeste, duas das áreas mais afetadas pela proibição imposta pela a Anatel à operadora de vender novas linhas em 18 Estados e no Distrito Federal.

"Com relação a outras cidades, o restante do dinheiro (dos 700 milhões de reais) está espalhado, mas muito concentrado no Nordeste e no Norte do Brasil", afirmou Olivieri.

O executivo salientou que a rede de fibra ligando Belém a Manaus deverá ser ativado em julho, se não houver imprevistos. Essa rede faz parte de um acordo com a estatal Telebrás para compartilhamento de rede.

A TIM vai ceder mais de dois mil quilômetros de fibras óticas no Norte do país à Telebrás, nos trechos de Tucuruí (AP)-Macapá-Manaus.

A estatal, reativada pelo governo para operar o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), vai ceder, em contrapartida, a mesma quilometragem de rede em trechos no interior do Norte e do Nordeste, como Tucuruí-Belém.

A TIM fechou 2012 com quase 40 mil quilômetros de fibra ótica, enquanto os investimentos em projetos nesse segmento no ano passado totalizaram 500 milhões de reais, informou a operadora.

4G NO PRAZO

Olivieri afirmou que a TIM vai cumprir os prazo para instalação de sua rede de telefonia móvel de quarta geração (4G), apesar do tempo apertado.

"Estamos dentro do cronograma, mesmo com o prazo bastante desafiador, fechamos os processos de pareceria comercial... vamos atender à expectativa do governo", afirmou.

Ele ressaltou o acordo feito com a Oi para compartilhamento de infraestrutura no modelo chamado "RAN Sharing", que permite utilização conjunta de elementos passivos, como torres e geradores, e ativos, como estações rádio-base.

No ano passado, o diretor de suprimentos e logística da TIM, Daniel Hermeto, afirmou à Reuters que a empresa estima investir mais de 350 milhões de reais em 4G neste ano.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below