Ataque de hackers ao Twitter pode afetar 250 mil contas

sábado, 2 de fevereiro de 2013 13:37 BRST
 

Por Alexei Oreskovic

SÃO FRANCISCO, 2 Fev (Reuters) - Hackers anônimos atacaram o Twitter nesta semana e podem ter obtido acesso a senhas e outras informações de até 250 mil contas de usuários, informou o microblog na noite de sexta-feira.

O Twitter afirmou em uma mensagem em seu blog que as senhas eram criptografadas e que já foram redefinidas como "medida de precaução", afirmando ainda que estava em processo de notificar os usuários afetados.

A mensagem destacou ainda revelações recentes de ataques cibernéticos de larga escala contra o New York Times e o Wall Street Journal, mas ao contrário das duas empresas jornalísticas, o Twitter não proveu nenhum detalhe sobre a origem ou metodologia dos ataques.

"Esse ataque não foi obra de amadores, e nós não acreditamos que tenha sido um incidente isolado", disse o Twitter. "Os invasores eram extremamente sofisticados e nós acreditamos que outras companhias e organizações também tenham sofrido ataques similares recentemente."

O Twitter, que tem 200 milhões de usuários ativos por mês, disse que está trabalhando com autoridades para rastrear os hackers.

Ao contrário do New York Times e do Wall Street Journal, que afirmaram que os ataques tiveram origem na China, o Twitter não fez relação específica entre os ataques e o país asiático.

A rede social famosa por suas mensagens de 140 caracteres disse que não poderia especular sobre a origem dos ataques já que as investigações estão em curso, disse o porta-voz Jim Prosser.

"Agora não há evidência que poderia indicar que as senhas foram comprometidas", afirmou Prosser.

Esta não é a primeira vez que hackers invadem os sistemas do Twitter e obtêm acesso a informações de seus usuários.

 
Ilustração do logotipo do website Twitter é visto em um Ipad, em Bordeaux, na França. Hackers anônimos atacaram o Twitter nesta semana e podem ter obtido acesso a senhas e outras informações de até 250 mil contas de usuários, informou o microblog na noite de sexta-feira. 30/01/2013 REUTERS/Regis Duvignau