Windows será ajudado por novos dispositivos móveis, diz executiva

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013 21:02 BRST
 

Por Bill Rigby

SEATTLE, 4 Fev (Reuters) - O novo sistema operacional Windows 8 teve um início "sólido" e deve ter suas vendas impulsionadas nos próximos anos, à medida que novos aparelhos com telas sensíveis ao toque chegam às prateleiras e a Microsoft afia sua estratégia de varejo, de acordo com a vice-presidente de finanças da unidade Windows, Tami Reller.

O carro-chefe da maior desenvolvedora de software do mundo, lançado em 26 de outubro, não atiçou fogo no mundo da tecnologia. Até o início de janeiro, a Microsoft havia vendido mais de 60 milhões de unidades, em linha com o lançamento do Windows 7 há três anos.

"Nós estamos apenas começando, há muito por vir", disse a executiva, em entrevista no campus da Microsoft próximo a Seattle.

"Laptops conversíveis e sensíveis ao toque, nós estamos apenas começando a ver produtos como esses e ao longo das próximas temporadas de vendas, nós os teremos de todas as formas e a todas as faixas de preço", acrescentou.

Reller destacou novos tablets da Acer e laptops ultraleves da HP como máquinas capazes de conquistar uma fatia num mercado de computação móvel dominado pelo iPad, da Apple, e pelo Android, do Google.

Ela acredita que os novos aparelhos vão responder à demanda pelo Windows 8, a qual foi contida ao longo do período de fim de ano por conta da escassez das máquinas mais populares, parcialmente causada por uma restrita oferta de componentes de telas sensíveis ao toque.

"Durante as festas de fim de ano, alguns aparelhos tiveram seu volume limitado. Muitas coisas interessantes acabaram em nossos estoques", disse Reller.

A Microsoft ainda não revelou os números de vendas dos tablets Surface desde o lançamento junto ao Windows 8, mas a empresa de pesquisas IDC coloca o número em 900 mil --bem abaixo das estimativas de iniciais de analistas e uma fração dos quase 23 milhões de iPads ventidos pela Apple no último trimestre.