Grande investidor da Dell combaterá oferta para fechar capital

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013 20:28 BRST
 

8 Fev (Reuters) - O maior acionista independente da Dell prometeu nesta sexta-feira combater a oferta de 24,4 bilhões de dólares para fechar o capital da terceira maior fabricante de computadores pessoais do mundo feita pelo presidente-executivo Michael Dell, consolidando oposição ao que pode ser a maior transação do tipo desde o começo da crise financeira.

A oposição da Southeastern Asset Management ao acordo cria uma potencial batalha com o bilionário Dell e com o grupo de private equity Silver Lake, que estão pressionando para fechar o capital da empresa a 13,65 dólares por ação.

A Southeastern, controlada pelo investidor ativista Mason Hawkins e que detém 8,5 por cento da Dell, incluindo opções, argumenta que a companhia vale 24 dólares por ação se consideradas sua divisão de serviços financeiros, aquisições recentes e outros ativos forem considerados.

Com a objeção da Southeastern, acionistas representando 11 por cento das ações da Dell não detidas por Michael Dell disseram que vão votar contra o acordo, segundo notícias na imprensa.

Dell, que criou a empresa de computadores em seu quarto na faculdade em 1984, detém cerca de 16 por cento.

As ações da Dell mudaram de direção e foram para território positivo nesta sexta-feira, após o anúncio, fechando em alta de 0,74 por cento, a 13,63 dólares, após terem sido cotadas acima da oferta de Michael Dell, a 13,67 dólares.

"Escrevemos para expressar nossa extrema decepção relacionada à proposta de transação de fechamento de capital, a qual acreditamos que subvaloriza grosseiramente a companhia", disseram Hawkins e o vice-presidente financeiro da Southeastern, Staley Cates, em uma carta.

"Pretendemos avaliar todas as opções à nossa disposição para nos opor à transação proposta, incluindo, mas não limitado a, uma disputa por consenso de minoritários, reivindicações de litígio e quaisquer direitos estatutários disponíveis (no Estado) de Delaware", acrescentaram.

(Por Poornima Gupta e Nadia Damouni)