15 de Fevereiro de 2013 / às 21:13 / em 5 anos

Ciberataques contra a imprensa estão crescendo, diz comitê

NAÇÕES UNIDAS, 15 Fev (Reuters) - Ataques cibernéticos contra jornalistas e organizações de imprensa em todo o mundo cresceram nos últimos anos, à medida que hackers criminosos forneceram maneiras fáceis e baratas de censurar a imprensa, disse um grupo de direitos da mídia nesta quinta-feira.

O Comitê para Proteção a Jornalistas informou que ciberataques contra a mídia, como os recentemente realizados contra New York Times, Wall Street Journal e Washington Post, foram simplesmente parte de uma crescente tendência global.

“Temos visto vários ataques de interrupção de serviços contra jornalistas e contra veículos de notícias nos últimos anos”, afirmou o vice-diretor do grupo, Robert Mahoney, a repórteres.

Ataques de interrupção de serviços ocorrem quando hackers cortam as operações de um site ao encherem-no com informação. New York Times e Wall Street Journal disseram que os ciberataques contra eles foram originados na China.

Por Michelle Nichols e Louis Charbonneau

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below