LivingSocial levanta US$110 mi com atuais investidores

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013 15:27 BRT
 

SAN FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - A companhia de compras coletivas LivingSocial levantou 110 milhões de dólares em uma nova rodada de financiamento com muitos de seus atuais investidores, escreveu o presidente-executivo, Tim O'Shaughnessy, em comunicado a funcionários nesta quarta-feira.

"Esse investimento é um tremendo voto de confiança em nosso negócio vindo das pessoas que melhor nos conhecem, os atuais membros de nosso conselho de administração e investidores", afirmou o executivo no documento.

O'Shaughnessy não disse se a Amazon.com investiu nessa mais recente rodada. A Amazon tem sido um dos maiores investidores na LivingSocial, mas fez baixa contábil no valor de sua participação.

Um porta-voz da LivingSocial recusou-se a comentar o assunto. Um porta-voz da Amazon não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

A LivingSocial captou centenas de milhões de dólares para enfrentar o rival Groupon. Mas após o Groupon abrir o capital no fim de 2011, a companhia perdeu cerca de dois terços de seu valor de mercado, o que pressionou a LivingSocial.

O valor da LivingSocial registrou queda acentuada, em linha com o do Groupon. Isso dificulta a captação de novos recursos com investidores de risco, já que eles tentam evitar uma queda oficial no valor de suas participações.

Rodadas subsequentes de financiamento com investidores de risco costumam envolver a emissão de ações preferenciais e que rendem dividendos, o que dá a investidores mais controle, disse uma fonte próxima ao acordo mais recente da LivingSocial.

Essas emissões costumam tornar mais difícil estimar um valor implícito para a LivingSocial após o aporte mais recente, acrescentou a fonte.