Governo discute infraestrutura de telefonia com operadoras e estádios

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013 16:27 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 20 Fev (Reuters) - O Ministério das Comunicações vai se reunir até semana que vem com operadoras de telefonia e responsáveis pelos estádios da Copa das Confederações e da Copa do Mundo para discutir a infraestrutura de telecomunicações desses eventos.

O objetivo é negociar alternativas para desafogar o pesado tráfego de voz e dados nas redes das operadoras em tempos de grandes eventos.

"Estamos trabalhando na soluções desses problemas", afirmou nesta quarta-feira o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, a jornalistas.

O encontro está previsto para o fim desta semana ou começo da próxima. Um dos itens da conversa, segundo Bernardo, é eliminar exigências incabíveis. Sem citar nomes, o ministro disse que o responsável por um estádio condicionou a instalação de infraestrutura ao patrocínio pela operadora ao time local.

Ao todo, serão seis estádios para a Copa das Confederações e 12 estádios para a Copa do Mundo.

Bernardo ressaltou que serviços de telecomunicações de boa qualidade fazem parte das exigências internacionais para realização desses eventos.

Uma das alternativas para desafogar as redes é a instalação de pontos wi-fi nas cidades que sediarão os eventos. Segundo ele, Londres, que sediou os Jogos Olímpicos de 2012, tinha 700 mil pontos do serviço.

As operadoras de telefonia móvel têm sofrido forte pressão do governo para melhorar a qualidade dos serviços. Em julho, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) suspendeu as vendas de novas linhas por 11 dias de Oi, TIM e Claro em diversos Estados, alegando má qualidade.

Segundo Bernardo, o governo disponibilizou cerca de 170 milhões de reais em orçamento adicional para compra de instrumentos para fiscalização e outros equipamentos.

(Por Sérgio Spagnuolo)