Pinterest levanta capital novo e é avaliada em US$2,5 bilhões

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 10:48 BRT
 

SAN FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - O Pinterest, site que serve como um álbum de recortes online, levantou mais 200 milhões de dólares em capital, e a nova rodada de capitalização levou seu valor de mercado para 2,5 bilhões de dólares, informou a empresa nesta quarta-feira.

O Pinterest, que permite que os usuários criem quadros de recortes online baseados em diferentes temas tais como viagens, decoração ou esportes, anunciou em comunicado que usar o dinheiro para desenvolver novos recursos, reforçar sua infraestrutura e fazer "aquisições estratégicas, tanto de talentos quanto de tecnologia".

O Valiant, um fundo de hedge de longo prazo, liderou a rodada de investimento, que também contou com participação da Andreessen Horowitz, Bessemer Venture Partners e FirstMark Capital, que já investem na empresa. O Valiant investiu em diversas companhias de serviços de Internet ao consumidor, no passado, como o Google e o site chinês de buscas Baidu.

A notícia sobre a nova rodada de capitalização foi publicada inicialmente pelo site AllThingsD.

O Pinterest é parte de um grupo de empresas iniciantes que oferecem variações de serviços de rede social para diversos grupos. Usualmente, elas não contam com receita ou lucro perceptível, mas conquistaram investimentos desproporcionais por parte do setor de capital de risco.

O grupo inclui a rede social Path, que levantou 30 milhões em capital e foi avaliada em 250 milhões de dólares no ano passado; o site de respostas Quora, que levantou 50 milhões de dólares e foi avaliado em 400 milhões de dólares em 2012. Inclui ainda o Twitter, que captou 400 milhões de dólares em novos recursos e outros 400 milhões de dólares para adquirir ações de investidores existentes em 2011, quando foi avaliado em 8 bilhões de dólares.

Desde a oferta pública inicial do Facebook, em maio, que resultou em queda inicial considerável no valor das ações da rede social, muitos investidores perderam interesse em companhias de Internet cujo foco sejam serviços ao consumidor.

Mas o rápido crescimento do Pinterest desde o seu lançamento em 2010 pode fazer dele uma exceção. Em janeiro, o total mundial de usuários do serviço era de 53,5 milhões, de acordo com a consultoria comScore.