Vodafone pode investir na Europa sem vender fatia na Verizon--CEO

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013 14:49 BRT
 

BARCELONA, 25 Fev (Reuters) - A operadora móvel britânica Vodafone disse que não precisa vender parte de sua fatia na lucrativa joint-venture Verizon Wireless, nos Estados Unidos, para impulsionar seus negócios na Europa.

O presidente-executivo, Vittorio Colao, disse a repórteres nesta segunda-feira que a Vodafone possui um saudável balanço financeiro e pode investir quando necessário, e acrescentou que o grupo pode elevar sua gama de serviços sem ter que fazer aquisições.

"As duas coisas não estão totalmente ligadas", disse Colao, durante evento Mobile World Congress, quando questionado sobre a necessidade de vender a fatia na Verizon, a qual contribuiu por mais da metade do lucro operacional ajustado da Vodafone no primeiro semestre fiscal.

"Se for preciso fazer alguns investimentos, faremos estes investimentos", acrescentou.

A empresa enfrenta queda nas receitas em seus mercados europeus, por pressões econômicas e dura concorrência, e tem sofrido pressão para reduzir sua fatia de 45 por cento na Verizon para financiar a compra de ativos fixos e elevar sua gama de produtos.

A Vodafone contratou o Goldman Sachs para aconselhar sobre uma possível oferta de 10 bilhões de euros (13 bilhões de dólares) pela operadora alemã de cabo Kabel Deutschland, disse à Reuters uma fonte com conhecimento direto do assunto.

(Por Kate Holton)