Vendas de leitor digital da Barnes & Noble recuam no trimestre

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013 17:54 BRT
 

Por Phil Wahba

28 Fev (Reuters) - A Barnes & Noble reportou um prejuízo líquido no trimestre, atingida por um declínio acentuado nas vendas em seu dispositivo Nook e negócios de e-books, ao mesmo tempo que o presidente do Conselho de Administração Leonard Riggio está tentando comprar a unidade rentável de livraria da companhia.

A empresa disse mais cedo nesta semana que Riggio planeja fazer uma oferta para o negócio de livraria, mas não para o negócio do Nook e de e-books e as livrarias acadêmicas.

A receita no negócio do Nook, incluindo e-books e dispositivos, caiu 25,9 por cento, para 316 milhões de dólares no terceiro trimestre fiscal encerrado em 26 de janeiro, uma vez que vendeu menos e-readers e tablets e teve que reduzir os preços. O prejuízo no negócio Nook mais que dobrou para 190,4 milhões de dólares americanos.

Os resultados fracos colocaram em questão a viabilidade do Nook a longo prazo.

"Ela simplesmente não tem os recursos para fazer o seu tablet uma ferramenta de produtividade útil da maneira como a Apple e o Google fazem", disse o analista da Forrester Research, James McQuivey, em nota.

Ainda assim, o presidente-executivo William Lynch disse que a companhia "permanece comprometida" com os dispositivos do Nook.

As vendas de conteúdo digital aumentaram 7 por cento no trimestre de vendas de fim de ano, apesar da queda das vendas do Nook, e a Barnes & Noble está em conversações com parceiros para vender o conteúdo digital que possui, ele disse.

A Barnes & Noble disse que nas megalojas que levam o seu nome as vendas em unidades abertas há pelo menos 15 meses, excluindo os produtos do Nook, caíram 2,2 por cento no último trimestre.   Continuação...