Casa Branca e Congresso retomam discussão de lei de segurança digital

sexta-feira, 1 de março de 2013 20:48 BRT
 

Por Joseph Menn e Jim Finkle

SAN FRANCISCO, 1 Mar (Reuters) - O chairman do Comitê de Inteligência da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Mike Rogers, disse nesta sexta-feira que as negociações com a Casa Branca sobre uma nova lei de segurança digital foram retomadas, e os dois lados não estão "tão distantes" após progredirem nesta semana.

O republicano de Michigan disse à Reuters que ambos os lados estão "bem perto" de acordarem os papéis que o Departamento de Segurança Doméstica e outras agências do governo vão desempenhar para defenderem-se melhor de ataques virtuais. Eles também estão negociando maneiras para minimizar a transferência e o uso de informações pessoais de companhias para o governo, disse Rogers.

Numa entrevista conjunta com o democrata sênior em seu comitê, Dutch Ruppersberger, Rogers disse que as discussões foram auxiliadas por crescentes preocupações sobre os custos de ataques virtuais. Invasões foram descobertas em grandes jornais, pelas quais a China foi responsabilizada, e sites de bancos saíram brevemente do ar, pelo qual parlamentares culparam o Irã.

O projeto de lei conjunto, que enfatiza o compartilhamento de informações sensíveis entre empresas e o governo, foi aprovado na Câmara, de maioria republicana, no ano passado, mas foi barrado no Senado, de maioria democrata, após queixas do governo norte-americano.

A Casa Branca quer um projeto de lei mais abrangente que também estabeleça padrões mínimos de segurança para companhias vitalmente importante. Mas Ruppersberger disse que a ordem executiva do mês passado sobre o assunto aliviou parte da pressão para incluir essas provisões.