CEO da Viacom diz que processo da Cablevision é "frívolo"

segunda-feira, 4 de março de 2013 19:36 BRT
 

Por Liana B. Baker

4 Mar (Reuters) - O presidente-executivo da Viacom, Philippe Dauman, criticou a Cablevision nesta segunda-feira por registrar um processo antitruste "mal orientado e frívolo" contra a Viacom que, segundo ele, será apenas um desperdício de tarifas legais.

As declarações de Dauman, na primeira resposta pública ao processo, surgem uma semana após a Cablevision acusar a Viacom de ilegalmente forçá-la a pagar por mais de 12 redes de TV a cabo de baixa audiência para ter acesso aos canais mais populares da Viacom, incluindo Nickelodeon e MTV.

"O processo registrado pela Cablevision é mal orientado e frívolo", disse Dauman, pronunciando-se numa conferência de investidores do Deutsche Bank na Flórida.

"O resultado final é que advogados vão ganhar dinheiro com isso", disse ele, acrescentando que o dinheiro da Cablevision seria melhor gasto no fornecimento de melhor serviço a clientes aos assinantes da Cablevision.

Um porta-voz da Cablevision disse nesta segunda-feira que as "táticas utilizadas pela Viacom são ilegais, lesivas a consumidores e erradas, e forçam os clientes da Cablevision a pagar por mais de doze canais que não querem para receber os canais da Viacom que desejam".

Na quinta-feira passada, o presidente-executivo da Cablevision, James Dolam, disse que a Viacom abusa de seu poder no mercado, viola leis antitruste federais e "precisa ser impedida".