Apple discute parceria em novo serviço de música

quarta-feira, 6 de março de 2013 10:57 BRT
 

Por Poornima Gupta e Ronald Grover

SÃO FRANCISCO/LOS ANGELES, 6 Mar (Reuters) - A Apple conduziu negociações com a Beats Electronics, companhia de tecnologia de som co-fundada pelo influente produtor de hip-hop Dr Dre e pelo magnata da música Jimmy Iovine, sobre uma potencial parceria no serviço de música em formato stream planejado pela Beat, disseram três pessoas informadas sobre o assunto à Reuters.

Tim Cook, presidente-executivo da Apple, se reuniu com Jimmy Iovine, presidente-executivo da Beats, durante uma visita a Los Angeles, no final de fevereiro, a fim de descobrir mais sobre o "Project Daisy", da Beats, um serviço de música por assinatura que a companhia anunciou em janeiro mas sobre o qual forneceu poucos detalhes, segundo as fontes.

Eddy Cue, que comanda a área dos produtos de Internet da Apple e foi um dos principais responsáveis pela criação da iTunes Music Store, também participou da reunião, na qual Cook expressou interesse pelo modelo de negócios do Daisy e seus planos para o lançamento do serviço, ainda que os dois presidentes não tenham discutido detalhes específicos de um acordo, segundo as fontes.

A reunião entre Cook e Iovine, também presidente do conselho da gravadora Interscope-Geffen-A&M, teve propósitos "informativos" e envolveu diversos temas relacionados a música, as fontes informaram.

Tom Neumayr, porta-voz da Apple, e a Beats se recusaram a comentar.

Há rumores persistentes de que a fabricante do iPhone está pensando em um serviço de música em formato stream que complemente a iTunes, a maior loja online de venda de música.

A Beats, conhecida por seus fones de ouvido exclusivos e muito característicos, tem parceria com a fabricante taiuanesa de celulares HTC, concorrente da Apple.

A Beats anunciou na terça-feira ter obtido 60 milhões de dólares em capital para o Daisy junto a um grupo de investidores que inclui Len Blavatnik, dono da Warner Music; Lee Bass, um bilionário de Fort Worth; e o financista australiano James Packer. O capital bancará o lançamento do serviço de música, no final de 2013.

A Beats supostamente deu ao projeto o nome de "Daisy" em honra da primeira canção digital, computadorizada. Ao mesmo tempo, informou em comunicado que o serviço "traria de volta a conexão emocional ao ato de descoberta da música", em referência ao processo pelo qual os consumidores encontram, compram e consomem música.