Telefônica Vivo eliminará 1 mil empregos, diz sindicato

quarta-feira, 6 de março de 2013 12:46 BRT
 

SÃO PAULO, 6 Mar (Reuters) - A Telefônica Vivo abriu um programa de demissão voluntária (PDV) nesta semana para reduzir seu quadro de pessoal em cerca de 1 mil funcionários no Brasil, informou um sindicato nesta quarta-feira.

A companhia --que tem operações em telefonia fixa, celular, banda larga e TV por assinatura-- abriu o programa para interessados em vários Estados do país, disse o Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações no Estado de São Paulo.

Em nota à imprensa, a Telefônica Vivo disse que "está conduzindo uma reorganização administrativa com o objetivo de manter competitividade", sem informar quantos postos de trabalho pretende eliminar.

"A reorganização envolve, além de redefinições na estrutura organizacional, ajuste no quadro de colaboradores, especialmente nos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro", segundo a empresa.

As ações preferenciais da Telefônica Vivo exibiam alta de 1,54 por cento às 12h43, enquanto o Ibovespa tinha valorização de 0,97 por cento.

A planejada redução de pessoal ocorrerá em um momento em que a companhia está cortando custos com infraestrutura, com estratégia que inclui venda de torres de telecomunicações.

Na terça-feira, a empresa anunciou acordo com a operadora Claro para um plano de compartilhamento de rede voltado à telefonia celular de quarta geração (4G).

No fim de fevereiro, a companhia divulgou que teve lucro de 1,474 bilhão de reais no quarto trimestre, resultado acima do esperado por analistas.

(Por Alberto Alerigi Jr.)