Comitê especial da Dell recomenda venda da companhia

quarta-feira, 6 de março de 2013 16:34 BRT
 

6 Mar (Reuters) - Um comitê especial da mesa diretora da Dell declarou nesta quarta-feira, após um mês de avaliação, que a melhor alternativa para os acionistas seria a venda da fabricante de computadores, apesar da oposição de um importante acionista.

O grupo, que vêm analisando a situação da Dell há mais de cinco meses, disse em um comunicado que "negociou agressivamente" para garantir aos acionistas o melhor valor possível ao concordar com a oferta do fundador Michael Dell de 13,65 dólares por ação para fechar o capital da companhia.

O comitê disse que olhou para outras alternativas além de uma venda, incluindo uma recapitalização ou mudança da política de dividendos, venda de partes do negócio e trabalhar com o atual plano de negócios da empresa.

O comitê disse também que o banco de investimento Evercore ainda está solicitando potenciais alternativas a proposta em um processo que termina em 22 de março.

Michael Dell disse em fevereiro que chegado a um acordo para fechar o capital da companhia, fazendo uma parceria com a empresa de private equity Silver Lake e a Microsoft.

O objetivo é facilitar a difícil transição da Dell de uma fabricante de computadores para provedora de serviços a empresas como uma companhia privada, longe da vigilância de Wall Street.

Mas desde que o negócio foi anunciado, vários investidores disseram que o preço estava baixo.

Na terça-feira, o maior acionista externo da Dell, Southeastern Asset Management, demandou que a empresa abrisse seus registros, sinalizando que poderia se tornar mais ativo na oposição à oferta.

Acionistas representando quase 14 por cento das ações da Dell, liderados pelo Southeastern com participação de mais de 8 por cento, incluindo opções, disseram que irão votar contra a proposta. O terceiro maior acionista T. Rowe Price também se posicionou contra o negócio.

(Por Liana B. Baker)