Icahn monta posição na Dell e complica fechamento de capital--CNBC

quarta-feira, 6 de março de 2013 21:03 BRT
 

SAN FRANCISCO/NOVA YORK, 6 Mar (Reuters) - O investidor ativista Carl Icahn montou uma posição de cerca de 100 milhões de ações na Dell e quer que a fabricante de computadores pessoais conduza uma recapitalização alavancada, complicando o esforço do fundador Michael Dell de fechar o capital da empresa, informou o canal de notícias CNBC.

Icahn acumulou uma fatia na Dell que representa 6 por cento da companhia, informou a CNBC citando fontes familiarizadas com o investimento, nesta quarta-feira.

Isso faria do investidor bilionário, conhecido por desafiar corporações sobre suas estratégias, um dos maiores acionistas, ficando atrás da Southeastern Asset Management, de acordo com dados disponíveis antes do movimento.

A rede de TV informou que Icahn quer que a Dell assuma uma dívida de até 9 bilhões de dólares para pagar um dividendo especial a acionistas, e deve se opor ao negócio para fechar o capital.

Icahn não respondeu a pedidos de comentários.

A chegada de Icahn à cena de certos investimentos tipicamente coloca as companhias em posição de defesa, considerando que ele tem uma reputação de agressivamente exigir mudanças ao construir participação nas empresas.

Michael Dell fez um acordo para fechar o capital da terceira maior fabricante de computadores pessoais do mundo, em uma parceria com o grupo de private equity Silver Lake e a Microsoft.

Mas o negócio está enfrentando a oposição de alguns dos maiores acionistas da companhia, incluindo a Southeastern Asset Management, que disse que a operação subvaloriza substancialmente a empresa.

Um comitê especial da mesa diretora da Dell declarou nesta quarta-feira, após um mês de avaliação, que a melhor alternativa para os acionistas seria a venda da fabricante de computadores, apesar da oposição de um importante acionista.

(Por Soyoung Kim, Poornima Gupta e Liana B. Baker)