Microsoft não violou patente do Google, diz comissão dos EUA

sexta-feira, 22 de março de 2013 21:26 BRT
 

WASHINGTON, 22 Mar (Reuters) - A Microsoft não violou uma patente de propriedade da Motorola Mobility, subsidiária do Google, ao desenvolver seu popular console de videogame Xbox, afirmou um juiz administrativo da Comissão de Comércio Internacional (ITC, na sigla em inglês) em decisão preliminar emitida nesta sexta-feira.

A decisão final da ITC deve acontecer em julho.

A disputa sobre o console da Microsoft está relacionada a uma guerra de patentes maior sobre smartphones travada entre Apple, Microsoft e as fabricantes de telefones que utilizam o software Android, do Google, incluindo sua subsidiária Motorola Mobility.

A Motorola acusou a Microsoft de infringir cinco patentes ao apresentar suas queixas em 2010. Quatro dessas reclamações foram retiradas do processo.

Apenas uma patente permanece, segundo documentos da ITC. Essa patente permite que dispositivos se comuniquem sem a necessidade de fios a curta distância.

Se a ITC considerar que uma companhia viola uma patente, o produto pode ser barrado de importação para os Estados Unidos.

"Estamos satisfeitos com a consideração do juiz de que a Microsoft não viola a patente da Motorola e estamos confiantes de que essa determinação será afirmada pela comissão", disse o vice-presidente corporativo da Microsoft, David Howard, em comunicado por e-mail.

O Google se disse desapontado com a decisão.

(Reportagem de Diane Bartz)