Usuários do Linux fazem queixa contra Microsoft à União Europeia

terça-feira, 26 de março de 2013 16:55 BRT
 

Por Sarah Morris

MADRI, 26 Mar (Reuters) - Uma associação espanhola que representa usuários de software de código-fonte aberto apresentou uma queixa contra a Microsoft à Comissão Europeia, em uma nova contestação à produtora do Windows, que já recebeu uma pesada multa neste mês.

O grupo Hispalinux, que tem oito mil membros e representa usuários e desenvolvedores do sistema operacional Linux na Espanha, alega que a Microsoft dificulta para os usuários de computadores vendidos com sua plataforma Windows 8 substitui-la pelo Linux e outros sistemas operacionais.

Jose Maria Lancho, advogado e presidente da Hispalinux, disse que apresentou a queixa ao escritório da Comissão Europeia em Madri nesta terça-feira.

Na queixa de 14 páginas, a Hispalinux alega que o Windows contém um "mecanismo de obstrução" chamado UEFFI Secure Boot que controla o processo de acionamento do computador e implica em que os usuários precisem solicitar senhas da Microsoft antes de instalar outro sistema operacional.

O grupo afirmou que isso representa "na prática uma prisão tecnológica para os sistemas de acionamento de computador, o que torna a plataforma da Microsoft ainda menos neutra do que já era".

"É algo que bloqueia fortemente a concorrência", disse Lancho à Reuters. "É realmente ruim para o usuário e para o setor europeu de software".

A Microsoft afirma que o UEFFI é um padrão setorial cujo objetivo é reforçar a segurança dos computadores e que essa abordagem é de conhecimento público já há algum tempo.

"Responderemos alegremente a quaisquer questões adicionais, mas confiamos em que nossa abordagem respeita a lei e ajuda a manter a segurança dos consumidores", afirmou Robin Koch, porta-voz da Microsoft, em comunicado.   Continuação...