Arábia Saudita pode acabar com anonimato no Twitter

sábado, 30 de março de 2013 13:58 BRT
 

RIAD, 30 Mar (Reuters) - Arábia Saudita poderá tentar acabar com o anonimato dos usuários do Twitter limitando o acesso à página da web para as pessoas que não se cadastrarem com seu documento de identificação, segundo informou o jornal Arab News neste sábado.

Na semana passada, a mídia local informou que o governo havia pedido às empresas de telecomunicações que buscassem formas para poder rastrear ou bloquear os serviços de telefonia na internet para celulares como o Skype.

O twitter é muito popular entre os sauditas e vem fomentando um amplo debate sobre as questões que vão desde religião até política em um país em que este tipo de discussão pública é considerada, no melhor dos casos, indecorosa e, em algumas ocasiões, ilegais.

No começo do mês, um porta-voz do Ministério do Interior descreveu as redes sociais, particularmente o Twitter, como uma ferramenta usada por extremistas que tratavam de provocar a instabilidade social.

"Uma fonte (do órgão regulador) descreveu a iniciativa como um resultado natural depois do êxito na implantação de sua decisão de acrescentar um número de identificação para o usuário recarregar o saldo do telefone celular", informou o Arab News.

O diário, escrito em inglês, da mesma linha do periódico árabe saudita Asharq al-Awsat, não deu explicações sobre como as autoridades poderiam restringir as publicações no Twitter.

Os dois periódicos pertencem a um grupo editorial de propriedade da família real e são administrados pelo irmão do príncipe herdeiro Salman.