Ações da HP despencam depois de rebaixamento da Goldman Sachs

terça-feira, 2 de abril de 2013 15:35 BRT
 

SÃO FRANCISCO, 2 Abr (Reuters) - As ações da Hewlett Packard chegaram a cair 6 por cento na terça-feira, depois que o Goldman Sachs rebaixou os papéis para "vender", alertando que investidores podem estar superestimando as chances de uma restruturação bem sucedida da empresa, enquanto lida com um momento difícil em seu negócio de PCs e impressoras.

A HP, envolvida em uma restruturação que a presidente-executiva, Meg Whitman, disse que levará anos, também está enfrentando dificuldades com a intensa competição em sua divisão de servidores e hardwares de armazenamento, informou o banco de investimento em relatório.

Além da necessidade de reinvestir qualquer poupança de sua atual reforma em pesquisas e desenvolvimento do negócio, seus resultados podem continuar sob pressão neste ano fiscal e além, disse o banco de investimento.

O consenso de Wall Street "está atribuindo uma probabilidade excessivamente alta para o sucesso da recuperação e assumindo de forma incorreta que o fundamental já foi atingido", escreveu.

A maior fabricante de computadores pessoais do mundo tem enfrentado dificuldades com uma erosão fundamental da demanda por produtos de abastecimento de computadores e impressoras, como cartuchos de tinta, à medida que os consumidores mudam para aparelhos móveis.

As ações da HP, que subiram mais de 60 por cento em 2013, caíam 5,8 por cento nesta terça-feira, a 21,95 dólares (às 15h29, horário de Brasília).

(Reportagem de Edwin Chan)