Rússia libera acordo da VTB para comprar Tele2 Russia

quarta-feira, 3 de abril de 2013 11:09 BRT
 

MOSCOU, 3 Abr (Reuters) - A venda da unidade russa do grupo nórdico de telecomunicações Tele2 para o banco estatal VTB foi aprovada por reguladores russos, apesar de reclamações de concorrentes rivais de que suas ofertas maiores foram ignoradas.

A Tele2 fechou o acordo de 3,5 bilhões de dólares na semana passada para vender ativos ao VTB. Uma porta-voz para o serviço anti-monopólio estatal FAS afirmou que o acordo seria aprovado na quarta-feira, e que a decisão seria colocada em seu website dentro de dois dias.

A oferta do VTB foi aceita, mesmo depois de ter sido superada por outras duas ofertas alternativas, ambas associadas a um dos magnatas mais ricos do país, Mikhail Fridman.

A rejeição da oferta mais alta em favor do VTB gerou especulações de que o governo russo favoreceu a venda para o banco estatal.

A principal operadora celular russa, a MTS, uniu-se com a terceira maior do mercado, a Vimpelcom --que em parte pertence a Fridman-- para fazer uma oferta de 4 a 4,25 bilhões de dólares pelo ativo. A empresa A1, braço de investimentos de Fridman, fez uma oferta de 3,6 a 4 bilhões de dólares, e ameaçou entrar com uma ação legal contra a Tele2 e o Morgan Stanley, que assessorou a operação.

Os competidores reclamaram sobre a falta de transparência do processo de venda e disseram que lhes foi negado o contato com a Tele2. O grupo nórdico defendeu o acordo na terça-feira, dizendo que estava ciente de todas as opções para o negócio.

O chefe da FAS, Igor Artemeyev, disse que não havia recebido pedidos de nenhum outro concorrente para aprovar uma possível aquisição do ativo.

(Reportagem de Maria Kiselyova)