Banda larga residencial tem aprovação de 52,3% dos usuários--Anatel

sexta-feira, 19 de abril de 2013 19:01 BRT
 

19 Abr (Reuters) - A banda larga fixa residencial brasileira recebeu a aprovação geral de 52,3 por cento dos usuários, mostrou estudo da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) nesta sexta-feira, em um momento em que o setor tem sido cada vez mais questionado sobre a qualidade dos serviços.

Do total de entrevistados em pesquisa da Anatel, 32,5 por cento disseram estar satisfeitos de uma maneira geral com os serviços de banda larga fixa, enquanto 19,8 por cento estão totalmente satisfeitos.

Já 7,9 por cento disseram estar totalmente insatisfeitos com o serviço, enquanto 14 por cento estão insatisfeitos e 25,9 por cento se mantiveram neutros (nem insatisfeitos nem satisfeitos) .

A velocidade de acesso foi um dos indicadores que mais contribuiu para a satisfação dos clientes de banda larga fixa residencial, com aprovação de 36,6 por cento, enquanto o preço teve o maior índice de insatisfação, com 13,1 por cento.

A telefonia fixa residencial foi aprovada por 46,5 por cento dos usuários --43,5 por cento satisfeitos e 2,9 por cento totalmente satisfeitos-- de acordo com pesquisa realizada com quase 25 mil entrevistados. O índice de insatisfação desse serviço foi de 12,8 por cento, enquanto 40,7 por cento dos entrevistados se mantiveram neutros.

A GVT, do grupo francês de mídia Vivendi, foi a empresa com maior nível de satisfação nos serviços fixos residenciais (66,1 por cento), seguida pela Sercomtel (62,1 por cento), Embratel (54,2 por cento), CTBC (50,8 por cento) e OI (45,4 por cento). A Telefônica Brasil teve o pior resultado, com 38,1 por cento de satisfação.

(Por Sérgio Spagnuolo, no Rio de Janeiro)