Oi vê economia de 20% nos investimentos em 4G até 2015

quinta-feira, 25 de abril de 2013 16:28 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 25 Abr (Reuters) - A operadora de telecomunicações Oi iniciou nesta quinta-feira a oferta comercial de telefonia móvel de quarta geração no Rio de Janeiro, e estimou economia de 200 milhões de reais até o fim de 2015 em investimentos no setor devido ao acordo de compartilhamento da rede com a rival TIM.

Além da capital carioca, a Oi concluirá a ativação das redes 4G nas outras cidades-sede da Copa das Confederações --Belo Horizonte, Brasília, Salvador, Recife e Fortaleza-- até o fim deste mês, com oferta comercial esperada para a primeira quinzena de maio.

A oferta 4G da Oi começará em 98 reais pelo plano de dados de 5 gigabytes, ao passo que o plano de Internet móvel para tablets e computadores começará em 125 reais por uma franquia de 10 gigabytes, dependendo do modelo de descontos.

Serão ofertados apenas três smartphones numa primeira etapa --um da Samsung, um da Motorola e um da Nokia-- mas a empresa espera crescer esse portfólio. A falta de aparelhos tem sido apontada como um dos problemas do 4G nesse início de serviços.

O investimento em 4G da Oi até o final de 2015 estava estimado em 1 bilhão de reais, mas a operadora conseguirá reduzir esse montante em 20 por cento por conta do projeto com a TIM, afirmou o diretor operacional da Oi, James Meaney.

"Em função desse compartilhamento de ran sharing (rádio), frequência e equipamentos, a gente consegue fazer o mesmo projeto... com 800 milhões de reais", disse Meaney.

As duas empresas anunciaram no começo do ano a intenção de compartilhar infraestutura para facilitar a expansão da rede 4G, e cumprir os prazos do governo de implementar essa rede até o fim de abril nas cidades-sede da Copa das Confederações. Nenhuma das duas divulgou quais regiões e cidades cada uma irá atender.

O acordo, com duração de 15 anos e que inclui o compartilhamento de redes de acesso, foi aprovado pela Agência Nacional de Telecomunicações na semana passada.

A telefonia 4G permitirá acesso à banda larga a velocidades bastante superiores às do 3G e foi um dos compromissos assumidos pelo governo com a Fifa para a Copa do Mundo de 2014. As operadoras têm um compromisso de atender às 12 cidades-sede da Copa até o fim deste ano.

Além disso, o 4G será uma maneira das operadoras de desafogar as requisitadas redes 3G.

A Claro já anunciou o lançamento de sua oferta comercial 4G na semana passada, ao passo que a Vivo, da Telefônica Brasil, agendou um evento na próxima terça-feira para anunciar os serviços --mesmo dia que a TIM. (Por Sérgio Spagnuolo; edição Aluísio Alves)