Diplomata dos EUA critica australianos por pirataria de "Game of Thrones"

sexta-feira, 26 de abril de 2013 11:09 BRT
 

SYDNEY, 26 Abr (Reuters) - O embaixador dos EUA na Austrália usou o Facebook para repreender os australianos que baixam ilegalmente na Internet a série de TV "Game of Thrones", comparando a pirataria desenfreada às maquinações narradas na trama medieval.

"Infelizmente, quase tão épico e perturbador quanto o drama é seu surpreendente furto por espectadores online mundo afora", escreveu o diploma Jeffrey Bleich --fã declarado da série da HBO-- em sua página oficial do Facebook, numa postagem sob o título-trocadilho "Parem o Jogo dos Clones".

"Como embaixador aqui na Austrália, foi especialmente perturbador descobrir que os fãs australianos estão entre os piores violadores, entre os maiores índices de pirataria de ‘Game of Thrones' no mundo."

O TorrentFreak, site com notícias sobre o compartilhamento de arquivos, estima que "Game of Thrones" tenha sido o programa de TV mais pirateado de 2012. Um dos episódios chegou a ter 4,28 milhões de downloads, o que equivale ao número de espectadores desse episódio na TV aberta, segundo Bleich.

"Se os 4 milhões de pessoas que viram ‘Game of Thrones' legalmente tivessem baixado ilegalmente, o programa já estaria fora do ar, e jamais haveria uma terceira temporada", argumentou Bleich.

(Reportagem de Thuy Ong)