IPads e produtos de rivais impulsionam remessas de tablets--relatório

quinta-feira, 2 de maio de 2013 12:01 BRT
 

Por Noel Randewich

SÃO FRANCISCO,1 Mai (Reuters) - As remessas mundiais de tablets mais do que duplicaram no primeiro trimestre e, enquanto a Apple continuou como a maior vendedora, fabricantes asiáticos que fazem aparelhos mais baratos foram responsáveis por uma grande parte do crescimento, de acordo com um relatório.

Os carregamentos de tablet atingiram 49,2 milhões de unidades no período de janeiro a março, 142,4 por cento a mais do que o mesmo período de 2012, informou a empresa de pesquisa de mercado IDC, na quarta-feira. Os iPads da Apple corresponderam por 19,5 milhões de unidades, um aumento de 65,3 por cento.

A Samsung, Asus, Amazon e Microsoft todas aumentaram seus carregamentos de tablets e aumentaram a sua participação no mercado contra a Apple.

Mas o maior salto na participação de mercado veio de outros fabricantes asiáticos que produzem dispositivos de baixo custo vendidos globalmente a clientes incluindo Staples, Toys R Us, Hewlett-Packard e Toshiba, afirmou o analista da IDC Ryan Reith à Reuters.

"Não há dúvida de que o crescimento está na extremidade inferior do mercado", disse Reith. "São 80 a 100 vendedores distribuindo marcas sem nome em todo o mundo - e esses são apenas os que podemos ter uma noção."

As remessas de tablets fora das cinco maiores fabricantes subiram para 15,5 milhões de unidades no primeiro trimestre, e corresponderam por quase um terço do mercado, subindo em relação a fatia de um quarto do mercado no ano anterior, de acordo com o relatório.

Este crescimento ajudou a impulsionar a fatia do mercado de tablets que operam com a plataforma Android acima do iOS da Apple pela primeira vez. Tablets Android representaram 56,5 por cento das vendas no trimestre de março, ante 39,6 por cento para iPads. Tablets que rodam o novo Windows da Microsoft e plataformas RT do Windows foram responsáveis por 3,7 por cento dos carregamentos totais.