Maior acionista da Sony, Loeb compara empresa ao Yahoo

quarta-feira, 15 de maio de 2013 14:17 BRT
 

Por Chikafumi Hodo e Tim Kelly

TÓQUIO, 15 Mai (Reuters) - O diretor bilionário de hedge fund Daniel Loeb diz que a Sony o faz lembrar do Yahoo antes de ele travar uma amarga luta com os acionistas, que desencadeou na reformulação da diretoria da empresa da Internet no ano passado.

A empresa de investimentos de Loeb, Third Point, montou uma participação de 1,1 bilhão de dólares na Sony, tornando-o o maior acionista do grupo japonês. Loeb disse na terça-feira que estava pressionando a Sony para vender até um quinto de seu rentável negócio de música e cinema, num movimento que ele diz ajudaria a recuperar o negócio de eletrônicos em dificuldade.

"Eu confio muito na minha experiência e no meu reconhecimento de padrões. A situação da Sony me lembrou muito do Yahoo", disse Loeb em entrevista à Reuters, em Tóquio, nesta quarta-feira.

No caso do Yahoo, Loeb começou a pressionar a empresa em 2011 para voltar ao básico para competir contra o Google e Facebook. Assim como Yahoo se esforçou para se adaptar a evoluções, como redes sociais e computação móvel, a Sony foi ultrapassada por rivais mais ágeis de eletrônicos de consumo, tais como Samsung e Apple.

Embora a Sony Entertainment, que inclui artistas como Beyoncé e Adele e franquias de sucesso como "Spider-Man", trazerem 37 por cento do lucro operacional da empresa no ano até o final de março, ainda fica para trás no resto da indústria, afirmou Loeb.

"Suas margens são as mais baixas da indústria", observou. "Nós acreditamos que poderia ser muito mais disciplinado."

Loeb disse que ficaria feliz em ter um assento no conselho de administração da Sony e - ao contrário de seu ataque à liderança do Yahoo, o que levou à demissão do CEO Scott Thompson e à contratação da veterana do Google Marissa Mayer - ele elogiou o presidente-executivo da Sony, Kazuo Hirai, pelas decisões que tomou desde que assumiu o cargo em abril de 2012.

Mas Loeb também disse que a Sony precisa aguçar seu foco e se afastar de produtos que viraram commodities, como semicondutores, onde falta escala para agilizar suas ofertas.

(Reportagem adicional de Nathan Layne)

 
Daniel Loeb, fundador bilionário da hedge fund Third Point LLC, participa de painel de discussão durante a Conferência de Alternativas Skybridge(SALT, na sigla em inglês), em Las Vegas, Nevada, 9 de maio de 2012. Loeb diz que a Sony o faz lembrar do Yahoo antes de ele travar uma amarga luta com os acionistas, que desencadeou na reformulação da diretoria da empresa da Internet no ano passado. 09/05/2012 REUTERS/Steve Marcus