Legisladores britânicos dizem que Google é enganoso com impostos

quinta-feira, 16 de maio de 2013 12:23 BRT
 

Por Tom Bergin

LONDRES, 16 Mai (Reuters) - O Google enfrentou, na quinta-feira, perguntas enfurecidas de parlamentares britânicos que investigam seus assuntos fiscais, sobre se tinha enganado o Parlamento em um depoimento no ano passado.

O chefe do Google para o Norte da Europa, Matt Brittin, foi reconvocado para testemunhar diante da Comissão de Contas Públicas (PAC, em inglês) do Parlamento, após uma investigação da Reuters mostrar que a empresa contratava funcionários em funções de vendas em Londres, apesar de ele ter dito ao comitê em novembro que sua equipe britânica não fazia vendas para clientes do Reino Unido.

Brittin disse que a empresa já estava sendo investigado pela autoridade fiscal do Reino Unido em relação a transferência de preços dos serviços comercializados entre o Google Reino Unido e outras empresas do Google, mas acrescentou que ele acreditava que o Google cumpria plenamente com a legislação fiscal do Reino Unido. Ele também negou repetidamente ter enganado o Parlamento em novembro, mas acrescentou que o Google Reino Unido estava envolvido em mais atividades de vendas do que havia revelado.

Em novembro, ele disse que "ninguém (no Reino Unido) está vendendo", e que o Google Irlanda era a contratada para as vendas no Reino Unido. A equipe no Reino Unido estava envolvida apenas em atividades promocionais, disse ele. Esse arranjo permite que o Google proteja a maior parte da receita com vendas no Reino Unido de tributação, uma vez que o Google Irlanda envia a maior parte de seu faturamento para uma filial em Bermuda.

Na quinta-feira, Brittin disse, "a equipe do Reino Unido está vendendo, mas não está fechando (o negócio??)."

A presidente do Comitê, Margaret Hodge, disse que o Google não estava fazendo jus ao seu lema original de "não seja mau".

"Você faz mal, sim", ao blindar a receita gerada no Reino Unido de ser taxada, afirmou.

De 2006 a 2011, o Google gerou 18 bilhões de dólares em receitas do Reino Unido, de acordo com documentos estatutários, e pagou apenas 16 milhões em impostos.