UE quer que grandes empresas divulguem contas fiscais por país

quinta-feira, 23 de maio de 2013 14:24 BRT
 

Por John O'Donnell

BRUXELAS, 23 Mai (Reuters) - A principal autoridade reguladora da Europa quer forçar as grandes empresas a divulgarem o quanto pagam de impostos em cada país onde operam, uma medida que, segundo alguns políticos, pode conter a evasão fiscal.

Michel Barnier, o comissário europeu responsável pela elaboração de regulamentação de negócios, disse em um discurso em Amsterdã que as regras que obrigam os bancos a informarem os seus lucros, impostos e subsídios por país, a partir de 2015, devem ser estendidos a outras empresas.

"Vamos expandir essas obrigações de comunicação para grandes empresas e grupos", disse ele na quinta-feira.

A evasão fiscal corporativa tornou-se uma grande questão política internacional durante o ano passado, e recebeu um novo impulso nesta semana com um relatório do Senado dos EUA sobre a Apple.

O relatório disse que a Apple, uma empresa multinacional, pagou pouco ou nenhum imposto sobre dezenas de bilhões de dólares em lucros canalizados através de subsidiárias irlandesas que não tinham domicílio fiscal em nenhum país.

A extensão em que a Apple tinha evitado os impostos não tinha sido tornada pública porque as empresas não têm de comunicar receitas, lucros e impostos em uma base nacional.

A Apple disse que paga todos os impostos devidos em cada país onde opera.

Grandes negócios se opõem fortemente aos relatórios fiscais por país, os quais as empresas dizem que imporiam encargos administrativos excessivos.   Continuação...