Esforço da Intel para chips em tablets deve ser compensado neste ano

terça-feira, 4 de junho de 2013 12:09 BRT
 

Por Clare Jim

TAIPEI, 4 Jun (Reuters) - A Intel está aumentando seus esforços para ter mais chips usados em dispositivos móveis, um mercado ao qual a empresa foi inicialmente lenta para responder.

Seus executivos disseram na segunda-feira que esperam ter mais de 30 tablets utilizando seus processadores, que chegarão ao mercado este ano.

A Samsung anunciou nesta segunda-feira que vai usar processadores da Intel para acionar uma nova versão de um de seus tablets Android de primeira linha, enquanto a Asustek Computer também apresentou projetos para tablet e phablet usando chips da Intel. Ambas as ações são consideradas um avanço para a fabricante de chips dos EUA.

"Estamos vendo um impulso realmente grande de nossos clientes. Temos mais de 30 projetos já em tablet, em Android e Windows, e esperamos tê-los para as férias", afirmou o vice-presidente da Intel para Ásia Pacífico e diretor geral, Gregory Bryant, em uma entrevista na terça-feira, na feira Computex, em Taiwan.

A empresa com sede em Santa Clara, na Califórnia, dominou a indústria de computadores pessoais durante décadas, mas foi lenta em reagir à explosão de smartphones e tablets.

A Intel também está apostando em outros desenvolvimentos na indústria, e sua unidade Intel Capital anunciou nesta terça-feira um fundo de 100 milhões de dólares para investir em empresas de computação com controle gestual e de "percepção".

"Estou muito otimista sobre a computação perceptiva. Não apenas toque e voz, como você consegue com soluções de câmera 3D, mas em como você pode interagir com a tecnologia, como uma criança pode interagir com um livro em um computador, e um modo em 3D dirigido pelo gesto. Acho que vai ser popular no futuro", disse.

A Intel também lançou seu processador de quarta geração na terça-feira, que foi construído para ser utilizado em modelos 2 em 1, como aqueles usados para computadores conversíveis, que podem ir de um notebook para um tablet. A Intel diz que o novo processador pode proporcionar uma melhoria de 50 por cento na vida da bateria e fornece o dobro da capacidade gráfica.

(Reportagem adicional de Jonathan Gordon)