Polícia espanhola endurece sobre crime com piadas no Twitter

quarta-feira, 5 de junho de 2013 16:33 BRT
 

Madri, 5 Jun (Reuters) - Com mensagens jocosas, a polícia nacional da Espanha está usando a rede social Twitter para rastrear criminosos, o que levou a 300 detenções por porte de drogas no ano passado e se tornou em um modelo para outras forças em todo o mundo.

A conta @policia está a caminho de atingir 500 mil seguidores neste fim de semana e é a segunda maior entre qualquer agência de aplicação da lei, atrás apenas do norte-americano Federal Bureau of Investigation (FBI).

Oficiais em Madri lidam com 1,2 mil mensagens na conta em um dia normal e respondem a perguntas 17 horas por dia, dando à polícia um maior alcance do que qualquer instituição espanhola pública ou privada.

O jornalista Carlos Fernández Guerra é o único membro da equipe que não é policial e escreve todos os tuítes da conta, que chegam a ser reenviados até 10 mil vezes, e dá de ombros para as críticas de que o tom é excessivamente jocoso.

"Usamos uma linguagem que chama atenção, relacionada a coisas que estão sendo tuitadas no momento", explicou Fernández, de 39 anos, em seu escritório, no terceiro andar de uma delegacia de polícia, no centro de Madri.

Fernández está por trás de mensagens como: "Ah, umas cervejas em um terraço rindo com suas amigas, observando os meninos quentes passarem ;) Não tire o olho de sua bolsa e celular".

"Algumas pessoas gostam, outras não. Há alguns que querem que sejamos mais formais", disse Fernández. "Estamos focados no cidadão comum e no que eles vão gostar."

Ele criou a conta em 2009, utilizando-a para enviar comunicados de imprensa, antes de decidir expandir o alcance para além dos profissionais da mídia. Agora, as forças policiais na América Latina estão usando a @policia como um modelo para se aproximar dos cidadãos, disse Fernández.

Segundo ele, no ano passado mais de 300 pessoas foram presas em crimes ligados a drogas graças a denúncias, um criminoso entregou-se após a polícia postar uma mensagem sobre ele, e a força rastreou um fugitivo britânico após 5 mil pessoas retuitarem que a polícia estava a sua procura.   Continuação...