Patriota ou traidor, Snowden agiu por medo da intrusão governamental

terça-feira, 11 de junho de 2013 15:05 BRT
 

Por John Shiffman e Daniel Trotta

11 Jun (Reuters) - Edward Snowden largou a escola no ensino médio, tentou ser reservista do Exército, mas abandonou o treinamento após quatro meses, e aí virou agente de segurança.

Agora, aos 29 anos, tornou-se mundialmente conhecido como o responsável por expor os vastos programas de vigilância mantidos pela misteriosa Agência de Segurança Nacional (NSA) dos EUA.

Snowden saiu das sombras e admitiu ter revelado essas atividades governamentais secretas aos jornais The Guardian e The Washington Post. Ele teve acesso às informações quando prestava serviços terceirizados à NSA no Havaí.

Os norte-americanos debatem agora se Snowden é um patriota que defende as liberdades civis, ou um traidor sem princípios.

Ao se apresentar ao mundo, o rapaz disse que se sentiu na obrigação de denunciar, mesmo a um custo pessoal, os descomunais poderes de vigilância acumulados pelo governo dos EUA. Ele acrescentou que poderia ter permanecido anônimo, mas que considerou que sua mensagem teria mais ressonância se viesse de uma fonte identificada.

"O público precisa decidir se esses programas e políticas são certos ou errados", disse Snowden ao The Guardian em um vídeo de 12 minutos divulgado no domingo pelo site do jornal londrino.

No mês passado, preparando a revelação, Snowden deixou o Havaí e se escondeu em Hong Kong. Ele disse ter medo de ser capturado pela CIA, por algum outro governo estrangeiro ou pelo crime organizado asiático.

"Esse é um medo com o qual irei conviver pelo resto da minha vida, por mais longa que ela venha a ser", afirmou o rapaz no vídeo.   Continuação...

 
Fotos de Edward Snowden e do presidente norte-americano Barack Obama são vistos em jornais ingleses e chineses nesta foto de ilustração tirada em em Hong Kong. Edward Snowden largou a escola no ensino médio, tentou ser reservista do Exército, mas abandonou o treinamento após quatro meses, e aí virou agente de segurança. 11/06/2013 REUTERS/Bobby Yip