Kodak obtém empréstimo de US$895 mi para sair de falência

quinta-feira, 20 de junho de 2013 12:15 BRT
 

(Reuters) - A Eastman Kodak anunciou nesta quinta-feira que obteve financiamento de 895 milhões de dólares com três bancos de Wall Street que ajudará a companhia a financiar seu renascimento como empresa de imagens comerciais.

Afiliadas do JPMorgan, Bank of America e Barclays serão os principais intermediários conjuntos de um pacote de empréstimo de 695 milhões de dólares. Os três bancos também vão organizar uma linha de crédito rotativo de 200 milhões de dólares para a companhia.

A Kodak usará o dinheiro para pagar empréstimos que financiaram sua recuperação judicial e também para capital de giro. A empresa deve deixar o processo de falência ainda neste ano.

O acordo para o empréstimo depende da aprovação do Tribunal de Falências dos EUA em Manhattan, que está supervisionando a reorganização da Kodak.

Na quarta-feira, a companhia disse que vai pedir aprovação do tribunal para uma oferta de títulos de 406 milhões dólares que envolverá a venda de 34 milhões de ações, ou 85 por cento do capital da empresa reorganizada.

A Kodak pediu proteção contra falência em janeiro de 2012, pressionada por altos de custos com fundo de pensão e depois de ter ficado por muitos anos atrás de rivais na adoção de tecnologias digitais em sua divisão de fotografia. Desde então, a empresa vendeu uma série de ativos.

 
Fábrica em grande parte ociosa da Kodak em Rochester, Nova York. A Eastman Kodak anunciou nesta quinta-feira que obteve financiamento de 895 milhões de dólares com três bancos de Wall Street que ajudará a companhia a financiar seu renascimento como empresa de imagens comerciais. 1/01/2013. REUTERS/Carlo Allegri