União Europeia bloqueia alta de preço na telefonia fixa alemã

sexta-feira, 21 de junho de 2013 18:48 BRT
 

BRUXELAS, 21 Jun (Reuters) - A Comissão Europeia bloqueou nesta sexta-feira os planos da Alemanha de subir as taxas que as operadores de telecomunicações alternativas cobram entre si para conectar chamadas de telefonia fixa.

O regulador de telecomunicações alemão (BNetzA) propôs aumento nestas taxas para um valor três vezes maior que as tarifas médias praticadas em muitas partes da Europa para compensar as receitas declinantes no setor.

Mas a Comissão está tentando harmonizar estas taxas em toda a Europa. "É importante para a criação de um verdadeiro mercado único que operadores e consumidores tenham taxas na Alemanha similares às de outros países membros da UE", disse o Comissário da UE para telecomunicação, Neelie Kroes, nesta sexta-feira.

A comissão não citou nenhum operador alternativo na sua decisão, mas há mais de 50 no mercado alemão, incluindo EWE Tel GmbH e 1 & 1 Internet AG.

O regulador alemão havia dito que planejava aumentar as taxas de 0,0036 euros por minuto nos horários de pico e 0,0025 euros por minuto em momentos fora do pico.

Estes números são os mesmos que as taxas propostas BnetzA para a Deutsche Telekom. Operadores que seguem a posição da Comissão cobram em média 0,001 euros por minuto.

O regulador alemão e a UE vão agora negociar durante três meses para buscar um acordo, disse a Comissão. Neste período, a implementação das taxas propostas está suspensa.

(Por Claire Davenport)