Telefónica vende O2 Irlanda para unidade da Hutchison por US$1 bi

segunda-feira, 24 de junho de 2013 07:53 BRT
 

DUBLIN/MADRI (Reuters) - O endividado grupo espanhol Telefónica anunciou nesta segunda-feira que vai vender sua unidade de telefonia celular na Irlanda O2 por pelo menos 780 milhões de euros (1 bilhão de dólares) em dinheiro para uma unidade do grupo Hutchison Whampoa.

O acordo, que está sujeito a aprovações de autoridades regulatórias, vai quadrquadruplicariplicar a participação de mercado da 3 Ireland, unidade da Hutchison Whampoa, para 37,5 por cento, e ocorre após o fracasso na oferta da Hutchison pela eircom, que detém a terceira maior operadora móvel irlandesa, a Meteor.

Para a Telefónica, que tem sido fortemente atingida pela recessão em seu mercado doméstico, a venda ajudara seu objetivo de reduzir dívida em 5 bilhões de euros até o fim deste ano.

Na última década, a Hutchison passou a estar presente em seis mercados europeus, incluindo Itália e Reino Unido, mas tem tido dificuldades para obter lucro já que permanece menor que as rivais domésticas.

No ano passado, a unidade austríaca da Hutchison comprou a Orange Austria da France Telecom e mais recentemente manteve conversas com a Telecom Italia sobre uma fusão com sua unidade local, a 3 Italia.

"Isso nos dá escala e força financeira", disse o presidente-executivo da 3 Ireland, Robert Finnegan. "Continuaremos a ser agressivos no mercado e gostaríamos de ser o número 1 ao longo do tempo".

Ele se disse confiante de que o negócio será concluído nos próximos seis a nove meses.

A Telefónica, que acumulou dívida durante uma década de expansão na América Latina, quer reduzir o endividamento para menos de 47 bilhões de euros até o final do ano, ante os 52 bilhões registrados no final de março, em uma tentativa de manter a sua classificação de grau de investimento.

A Telefónica vendeu alguns ativos na América Central em março por 500 milhões de dólares e poderia considerar a venda de suas operações na República Tcheca, disseram analistas.