Ações da Best Buy disparam após relatório do Credit Suisse

segunda-feira, 1 de julho de 2013 17:19 BRT
 

NOVA YORK, 1 Jul (Reuters) - As ações da Best Buy subiram para o nível mais alto em dois anos nesta segunda-feira depois que o Credit Suisse considerar positivas as transformações feitas pela maior cadeia de lojas de eletroeletrônicos do mundo.

O Credit Suisse considerou as ações da empresa como "outperform", ou acima da média, e aumento o preço-alvo das ações de 32 dólares para 40 dólares. Os papéis subiram 8,8 por cento para 29,74 dólares, nível mais alto desde julho de 2011.

De acordo com o presidente Hubert Joly, que assumiu o comando no ano passado, a Best Buy tem competido com os preços dos rivais online, dedicado mais espaço nas lojas para categorias de produtos crescentes como smartphones e tablets, investido em treinamento de funcionários e renovação de lojas.

A empresa também removeu as camadas de gestão, cortou empregos, fechou algumas lojas de baixo desempenho e decidiu se desfazer de ativos não essenciais, tais como a sua participação num projeto europeu com a Carphone Warehouse Group.

(Por Dhanya Skariachan)