Desenvolvedora de apps Shazam recebe aporte do magnata Carlos Slim

segunda-feira, 8 de julho de 2013 10:20 BRT
 

LONDRES, 8 Jul (Reuters) - A desenvolvedora de aplicativos para smartphones Shazam encontrou um aliado improvável na figura de Carlos Slim, um dos homens mais ricos do mundo, que investiu 40 milhões de dólares na startup, mais conhecida por ajudar os fãs de músicas a identificar o nome das canções ouvidas.

O movimento é surpreendente para Slim, de 73 anos de idade, que construiu sua companhia América Movil num setor mais consolidado, o altamente regulamentado setor de telecomunicações e TV na América Latina.

Antes do Shazam, as únicas incursões de Slim na Europa foram para investir 4,8 bilhões de euros (6,1 bilhões de dólares) em participações na operadora holandesa KPN e na Telekom Austria, nas quais que ele amarga perdas enormes desde que as ações das companhias caíram acentuadamente no ano passado.

Slim, que está no topo da lista de bilionários da revista Forbes com um patrimônio líquido de 73 bilhões de dólares, foi levado ao Shazam por um dos proprietários da empresa, o fundo de venture capital do Vale do Silício Kleiner Perkins Caufield & Byers.

O britânico Shazam usará os recursos para acelerar a sua expansão para a televisão, onde seu software de reconhecimento de músicas pode sintonizar uma trilha sonora de propaganda, e em seguida, levar os telespectadores diretamente para o site da marca.

(Por Sarah Young)