Senado convida ministros e embaixador dos EUA sobre denúncia de espionagem

terça-feira, 9 de julho de 2013 20:18 BRT
 

BRASÍLIA, 9 Jul (Reuters) - A Comissão de Relações Exteriores (CRE) do Senado aprovou nesta terça-feira convites a ministros, ao embaixador norte-americano no país e a representantes de grandes empresas da internet para uma audiência sobre as denúncias de espionagem a cidadãos brasileiros por parte do governo dos Estados Unidos.

Foram convidados para o debate, que deve ocorrer ainda nesta semana, o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, da Defesa, Celso Amorim, das Comunicações, Paulo Bernardo, e do Gabinete de Segurança Institucional, José Elito Carvalho Siqueira, além do embaixador norte-americano no Brasil, Thomas Shannon, e de representantes das empresas Google e Facebook.

Os integrantes da comissão também convidaram o jornalista Glenn Grennwald, autor de matéria publicada no Brasil pelo jornal o Globo, que cita documentos fornecidos pelo ex-funcionário da Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos (NSA, na sigla em inglês) Edward Snowden sobre um amplo esquema da agência norte-americana de monitoramento das comunicações eletrônicas e telefônicas de brasileiros.

A comissão aprovou ainda um voto de apoio ao pedido de asilo de Snowden, a ser encaminhado à Presidência da República, além de um voto de censura ao governo norte-americano.

Mais cedo, Patriota afirmara que o país não pretende conceder asilo ao ex-funcionário da agência norte-americana.

"Não teria nada a acrescentar sobre esse tema, além do que já foi mencionado. Essa solicitação ao Brasil não será concedida", disse o ministro a jornalistas. (Reportagem de Maria Carolina Marcello; edição de Aluísio Alves)