Agência britânica não driblou a lei ao usar dados dos EUA, diz Parlamento

quarta-feira, 17 de julho de 2013 08:20 BRT
 

LONDRES, 17 Jul (Reuters) - A agência britânica de monitoramento eletrônico GCHQ não driblou a lei ao usar dados reunidos pelo programa de espionagem clandestino dos EUA, chamado PRISM, disse na quarta-feira o Parlamento britânico.

"Tem se alegado que a GCHQ contornou a lei britânica ao usar o programa PRISM, da NSA (Agência Nacional de Segurança dos EUA), para acessar o conteúdo de comunicações privadas", disse o comitê de inteligência e segurança do Parlamento britânico. "A partir da evidência vistas, nós concluímos que isso é infundado."

(Reportagem de Andrew Osborn e Peter Griffiths)