Google apresenta novo tablet Nexus 7 e dispositivo para TVs

quarta-feira, 24 de julho de 2013 15:51 BRT
 

SAN FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - O Google apresentou nesta quarta-feira o Nexus 7, versão mais fina do seu tablet de um ano de idade com o qual a companhia espera expandir sua presença em hardware para consumo. A gigante das buscas ainda mostrou dispositivo para exibição de vídeos em televisores.

O Nexus 7, equipado com processador Snapdragon, da Qualcomm, e tela com resolução maior, estará disponível a partir de 30 de julho por 229 dólares na versão básica com capacidade de 16 gigabytes de armazenamento. A primeira versão do aparelho foi lançada em junho de 2012 com preço inicial de 199 dólares e capacidade de 8 gigabytes.

O anúncio do produto vem uma semana antes da divisão Motorola lançar o smartphone "Moto X", em Nova York. O aparelho é o primeiro modelo desenvolvido pela Motorola desde que a empresa foi comprada pelo Google por 12,5 bilhões de dólares em maio do ano passado.

Segundo analistas, o Moto X é central para o relançamento da marca Motorola no competitivo mercado de telefones celulares inteligentes.

Além do Nexus 7, o Google apresentou ainda nesta quarta-feira o Chromecast, um dispositivo na forma de adaptador que é inserido na porta HDMI de televisores. O objetivo é exibir na tela da TV vídeos online transmitidos por aparelhos como smartphones, tablets ou notebooks. O Google afirmou que o dispositivo custará 35 dólares.

Google e outras companhias de Internet como Amazon e de software como a Microsoft começaram a fazer incursões no mundo de dispositivos de consumo, conforme os usuários acessam cada vez mais conteúdo da Web por meios sem fio.

O chefe da divisão Chrome e Android do Google, Sundar Pichai, afirmou a jornalistas nesta quarta-feira que desde seu lançamento, a linha Nexus 7 representou sozinha mais de 10 por cento de todos os tablets Android vendidos.

A companhia caminha para ver 70 milhões de ativações totais de tablets Android em 2013, ante ritmo de cerca de 10 milhões no final de 2012, afirmou Pichai.