Fundo da Fidelity reduz participação na Apple e aumenta na Tesla

quarta-feira, 31 de julho de 2013 17:44 BRT
 

BOSTON, 31 Jul (Reuters) - O diretor do Fidelity Contrafund, Will Danoff, reduziu sua fatia na Apple durante o primeiro semestre, citando a "desaceleração do crescimento" da fabricante do iPhone.

A participação do fundo permaneceu forte no Google e na Tesla Motors por conta de suas "tecnologias inovadoras e modelo de negócios superior", de acordo com seu mais novo comentário mensal para investidores.

Danoff permanece como um dos mais ativos acionistas da Apple, sendo que apenas índices passivos e Exchange-Traded Funds (ETFs) têm participações maiores. Seu Contrafund detinha 8,3 milhões de ações da Apple no fim de junho, avaliadas em 3,3 bilhões de dólares, de acordo com dados da Thomson Reuters. Ele detinha aproximadamente 11,6 milhões de ações no fim de 2012.

"Reflexo da desaceleração do crescimento da empresa, a Apple saiu da principal posição do fundo um ano atrás para a terceira posição, porque reduzimos nossa participação na companhia", disse Danoff, diretor do Contrafund, de 94 bilhões de dólares, para a Fidelity Investments em Boston.

Danoff tem reduzido sua fatia na Apple desde o ano passado. O Google tornou-se assim seu maior investimento, com 6 por cento de ativos líquidos. Danoff disse que no segundo trimestre aumentou sua posição na fabricante de carros elétricos Tesla, "uma empresa que acreditamos estar fundamentalmente reinventando o automóvel pela primeira vez em décadas".

Paralelamente, as ações da Apple caíram cerca de 15 por cento este ano, depois de ter atingido o pico de 705,07 dólares em setembro.

(Reportagem de Tim McLaughlin)