Telecom Italia reduz estimativas em meio a guerra de tarifas móveis

sexta-feira, 2 de agosto de 2013 07:36 BRT
 

MILÃO, 2 Ago (Reuters) - A Telecom Italia, maior grupo de telefonia da Itália, cortou suas estimativas de lucro para 2013, citando a difícil situação econômica, forte competição no mercado de telefonia móvel doméstico e regulação hostil.

Em um comunicado nesta sexta-feira, a empresa altamente endividada, disse que agora espera que o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de 2013 caia em uma taxa de um dígito médio, ante a estimativa anterior de uma queda de um dígito baixo.

Baixas contábeis de 2,2 bilhões de euros (2,9 bilhões de dólares) levaram a empresa a um prejuízo líquido no primeiro semestre de 1,41 bilhão de euros. A frágil economia italiana e a desaceleração no crescimento na América Latina levou a receita orgânica do grupo a uma queda de 2,7 por cento e a um recuo de 6,8 por cento no lucro orgânico.

"Na Itália, em um mercado caracterizado por forte pressão sobre os preços, especialmente em telefonia móvel, nós respondemos com ofertas altamente competitivas no segundo trimestre, investindo uma parte da margem para manter e atrair novos clientes", disse o presidente-executivo da empresa, Franco Bernabè, em comunicado .

A Telecom Italia confirmou sua disposição de separar a rede de linha fixa em uma nova companhia, um plano que pode ajudá-la a reduzir a dívida e investir no crescente mercado de Internet de alta velocidade.

A empresa manteve suas outras metas para o ano, com receita orgânica estável e recuo da dívida líquida ajustada para 27 bilhões de euros, ante os 28,8 bilhões no fim de junho.

(Por Danilo Masoni)