Reguladores dos EUA propõem suspensões para a Apple em e-books

sexta-feira, 2 de agosto de 2013 12:36 BRT
 

NOVA YORK, 2 Ago (Reuters) - Reguladores dos Estados Unidos propuseram uma suspensão de cinco anos à Apple devido à entrada da empresa em contratos anticompetitivos de distribuição de e-books, e também deve acabar com seus acordos comerciais com cinco grandes editoras com que conspirou para elevar os preços dos livros eletrônicos, disseram órgãos estaduais e federais nesta sexta-feira.

O Departamento de Justiça dos EUA e 33 estados e territórios do país propuseram estas mudanças e outras depois de um juiz federal ter concluído no mês passado que a Apple conspirou com as editoras para elevar os preços dos livros eletrônicos.

Reguladores acusaram a Apple de conspirar para minar o domínio da Amazon.com neste mercado, fazendo com que alguns preços subissem para 12,99 ou 14,99 dólares a partir dos 9,99 dólares que a varejista online vinha cobrando.

A juíza Denise Cote, em Manhattan, determinou em 10 de julho que a Apple tinha tido papel central numa conspiração para eliminar a concorrência e aumentar os preços de e-book.

Uma audiência para discutir as restrições está prevista para 9 de agosto. Cote disse que ela também planeja realizar um julgamento sobre danos.

(Por Jonathan Stempel)