Vodafone pode ter que vender fatia de US$1bi na indiana Bharti

sexta-feira, 2 de agosto de 2013 17:58 BRT
 

NOVA DÉLI, 2 Ago (Reuters) - A Vodafone pode ser forçada a vender sua participação de 4,4 por cento na maior provedora de serviços de telecomunicações da Índia, a Bharti Airtel - avaliada em 1 bilhão de dólares - depois de normas publicadas sexta-feira proibirem participações societárias cruzadas em empresas de telecomunicações rivais.

Segundo as regras, nenhuma operador pode ter participação acionária direta ou indireta em outra empresa que opere na mesma área de serviço de telecomunicações na Índia. A Barthi e a Vodafone prestam serviços em todas as 22 áreas existentes na Índia.

As novas regras do ministério de Telecomunicações também dizem que nenhuma instituição além de governo, bancos e instituições financeiras, com 10 por cento ou mais de participação numa operadora, poderá ter uma fatia em outra operadora.

As empresas devem cumprir as regras dentro de um ano a partir da data de concessão de novas licenças, segundo o ministério. Os pedidos de licenças podem levar meses para serem aprovados.

A Vodafone, que detém uma participação majoritária na Vodafone India - segunda maior operadora de telefonia da Índia, possuiu participação na Bharti há anos.

A Bharti se recusou a comentar e Vodafone não respondeu a um e-mail pedindo comentários.

(Por Devidutta Tripathy)