Retorno de call centers leva esperança para economia espanhola

terça-feira, 6 de agosto de 2013 17:44 BRT
 

MADRI, 6 Ago (Reuters) - Espanhóis estão escutando sotaques familiares quando telefonam para discutir serviços telefônicos atualmente, graças à crescente competição e à crise econômica que deixou o emprego local mais atrativo para as empresas.

Em um sinal de que a maior competitividade incentivada pelo governo espanhol com reformas trabalhistas desde o ano passado está dando retorno, empresas locais estão abrindo call centers na Espanha e retirando estas operações de países historicamente mais baratos.

A empresa de telefonia fixa Jazztel abriu seu primeiro call center na Espanha, e a maior operadora Telefonica pretende atender quase todos os consumidores a partir do país "dentro de alguns meses", trazendo de volta para casa empregos muito desejados.

As empresas na Espanha têm terceirizado muitos serviços para consumidores para países como Chile, Colômbia e Peru, assim como empresas britânicas e norte-americanas transferiram seus call centers para a Índia.

Mas a queda dos salários no país e maiores custos no exterior tornaram os custos na Espanha atrativos novamente, algo que o governo local esperava que tivesse acontecido em 2012, quando ficou mais fácil para empresas admitir e demitir funcionários.

(Por Clare Kane)