Portugal Telecom tem lucro de 257 milhões de euros no 2o trimestre

quarta-feira, 14 de agosto de 2013 11:40 BRT
 

LISBOA, 14 Ago (Reuters) - A Portugal Telecom teve um lucro líquido de 257,3 milhões de euros no segundo trimestre de 2013, maior que o esperado, mas continua a sentir pressão nas vendas em seu mercado doméstico em recessão e no Brasil, reduzindo o dividendo anual para um terço, a 0,1 euro por ação.

A média das estimativas de sete analistas apontava para um lucro líquido de 240 milhões de euros entre abril e junho, contra 68,8 milhões no segundo trimestre de 2012.

A empresa informou em comunicado que seu conselho de administração aprovou a alteração da sua política de remuneração aos acionistas para os anos fiscais de 2013 e 2014, que consistirá exclusivamente em um dividendo em dinheiro de 0,1 euro por ação, pago anualmente.

Anteriormente, o dividendo da Portugal Telecom para o período de 2013 e 2014 era de 0,325 euro por ação.

A empresa informou também que o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ficou em 490,6 milhões de euros no segundo trimestre de 2013, queda 13,8 por cento sobre o mesmo período de 2012 e abaixo dos 523 milhões estimaados, e média pos analistas.

A Portugal Telecom é uma das principais acionistas da brasileira Oi, que divulgou na madrugada desta quarta-feira um prejuízo líquido de 124 milhões de reais no segundo trimestre, num resultado mais fraco que o esperado pelo mercado e pressionado por aumento de despesas financeiras após a desvalorização do real e endividamento maior da empresa.

(Por Filipe Alves)

 
Antena vista no topo da sede da Portugal Telecom em Lisboa. A Portugal Telecom teve um lucro líquido de 257,3 milhões de euros no segundo trimestre de 2013, maior que o esperado, mas continua a sentir pressão nas vendas em seu mercado doméstico em recessão e no Brasil, reduzindo o dividendo anual para um terço, a 0,1 euro por ação. A Portugal Telecom teve um lucro líquido de 257,3 milhões de euros no segundo trimestre de 2013, maior que o esperado, mas continua a sentir pressão nas vendas em seu mercado doméstico em recessão e no Brasil, reduzindo o dividendo anual para um terço, a 0,1 euro por ação. 28/02/2013. REUTERS/Jose Manuel Ribeiro