20 de Agosto de 2013 / às 11:54 / 4 anos atrás

LinkedIn abre as portas aos estudantes

20 Ago (Reuters) - A rede social LinkedIn anunciou que irá abrir o acesso para usuários com mais de 13 anos de idade numa investida para atrair um público mais jovem.

A empresa, voltada para conexões profissionais e que obtém a maior parte de sua receita com a venda de acesso aos currículos para recrutadores corporativos, disse que as mudanças entrarão em vigor no dia 12 de setembro.

O LinkedIn também introduziu um novo recurso batizado de University Pages (páginas de universidades, em tradução literal) para permitir que escolas, alunos e ex-alunos se conectem ao site.

Mais de 200 universidades adotaram suas páginas, incluindo a Universidade de Nova York e a Universidade de Michigan, afirmou o LinkedIn, em um post publicado no seu blog na segunda-feira.

O LinkedIn disse que a idade mínima para os usuários vai variar de país para país. Atualmente, a idade mínima para entrar em redes sociais é de 14 nos Estados Unidos, 16 na Holanda e 18 na China, acrescentou a empresa.

Os menores de idade contarão com diferentes configurações padrão para limitar as informações públicas e comunicações indesejadas, disse o LinkedIn.

Por Krithika Krishnamurthy

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below